anal

A título de informação: É comum ativistas antigay reduzirem as práticas sexuais de gays e lésbicas ao sexo anal,como uma tática de demonização da homossexualidade. Dizem que o sexo anal é uma prática humilhante, bestial e perigosa para a saúde. E que o ânus não foi ”projetado” para relações sexuais, sendo anti natural. Bem, em primeiro lugar, explicando isso de uma forma didática: – Sexo anal NÃO é sinônimo para ”sexo homossexual”. Existem gays que não praticam de jeito nenhum. Não gostam, não precisam, não lhes apetece. Ocorre uma estereotipização das relações sexuais, que são centralizadas na idéia de ”penetração”. Há uma imensa variedade de atos sexuais distintos deste padrão único. Conquanto que nas relações lésbicas há uma estereotipização no sentido oposto (o de que não é possível a penetração), é universalmente aceite que entre homens gays DEVE existir penetração. É FALSO. Sexo anal, por outro lado, é uma prática encontrada TAMBÉM em casais do sexo oposto. Homens heterossexuais há que se permitem penetrar por suas esposas/namoradas/amantes, etc, com ajuda de consolos, dedos, etc. Mulheres heterossexuais há que se permitem penetrar também no ânus, obviamente. Portanto, qualquer tentativa de sugerir que sexo anal é coisa dos gays, é enganosa e frágil de se sustentar. – A boca não foi ”projetada” para o beijo, mas as pessoas se beijam. Não foi projetada para o sexo, mas as pessoas (de qualquer gênero e orientação sexual) usam-na com este propósito.

amor -O pênis e a vagina TAMBÉM são órgãos excretores. -O ânus possui uma quantidade espantosa de nervos pudendos, que são os nervos do prazer, encontrados no pênis e vagina. -Há artifícios para tornar o sexo anal mais seguro e menos estressante; afirmar que artifícios são prova de que esta prática é negativa e anti natural é hipocrisia, pois desconsidera que tais artifícios se fazem presentes também no coito pênis/vagina. Não? o que você pensou que fosse a pílula? O viagra? A camisinha? A cirurgia de trompas? A vasectomia? – Sexo anal é arriscado para a saúde, então melhor abolir isto. Vamos abolir também a gravidez, porque é perigoso para a saúde ficar grávida, e há riscos envolvidos ora. Leia sobre a Cirurgia de períneo, MUITO procurada por mulheres que sofrem com enfraquecimento do pavimento pélvico, provocada pelo parto natural, e deixe de ser fiscal de cu.

rapha1

Por Walter Silva

==========================================================

==========================================================

Artigo publicado por Eli Vieira no Facebook, em resposta a um vídeo de uma “doutora” [Anete Guimarães]  sobre sexo anal:

“Comentário rápido sobre Anete Guimarães, a psicóloga que fez as vezes de especialista em sexo anal no YouTube, para êxtase dos fundamentalistas que associam sexo anal à homossexualidade e, logo, qualquer suposto problema com sexo anal como um problema da homossexualidade masculina.

Já que argumento religioso não funciona para amparar a homofobia, agora temos um novo fenômeno: argumento “científico” ou “médico”.

Anete perde um tempo enorme citando termos do jargão da histologia, de livros como Junqueira e Carneiro. Fala da camada mucosa que protege o epitélio gástrico contra o ácido que o estômago excreta sobre a comida, por exemplo. Para quê? Até onde eu sei, ninguém está praticando sexo estomacal.

A alegação principal de Anete é que sexo anal está associado a endocardite bacteriana. Ela diz que trabalhou com homens com AIDS que fazem sexo com homens e que havia um excesso de casos de endocardite bacteriana entre eles. Não dá referência nenhuma, apenas sua suposta experiência profissional, o que já é um alarme. Mas vamos por partes:

- Quem sofre de sintomas da AIDS apresenta risco maior para uma gama enorme de infecções, porque o vírus da AIDS atua justamente nas células de defesa. Infecções oportunistas de qualquer tipo em pessoas soropositivas têm maior chance, seja pé-de-atleta, seja endocardite bacteriana. Bactérias na corrente sanguínea de uma pessoa sadia têm mais chance de serem combatidas pelo sistema imunológico do que na corrente sanguínea de um soropositivo. Então não é surpresa a ocorrência de endocardite bacteriana entre homossexuais masculinos soropositivos, em princípio, ao menos não mais que a ocorrência de resfriados ou pneumonia. Ela usa isso para combater sexo anal para plateia fundamentalista religiosa. Vai usar também para combater a perigosíssima prática do beijo na boca? Duvido.

- Algumas das bactérias que causam endocardite costumam ser cepas mutantes de espécies bacterianas encontradas comumente no intestino grosso, logo, poderiam chegar à corrente sanguína por lesões no reto. Mas não são todas. Uma das bactérias mais perigosas é a Staphylococcus aureus (na verdade uma forma mutada e resistente ao antibiótico meticilina), e esta é mais comumente encontrada na pele e na mucosa nasal.

- A doutora não cita um só artigo amparando as afirmações dela. Numa busca nas bases de publicações científicas PubMed e Web of Science, não encontrei nenhum estudo que tenha estabelecido sistematicamente, com boa amostra, uma correlação entre incidência de endocardite e prática de sexo anal. O NHS, o serviço de saúde público britânico, não lista a endocardite como um dos riscos ao qual está exposta uma pessoa que pratica sexo anal. Apenas diz para usar lubrificantes à base de água e camisinha, o que obviamente evita tanto lesões grandes o suficiente para bactérias chegarem à corrente sanguínea quanto contato friccional do pênis com a flora intestinal.

Antes de divulgar essas fontes, espero que a psicóloga dê as fontes dela. No meio-tempo, acho que seria apenas honesto da parte dela informar que sexo vaginal desprotegido também não é livre de riscos, assim como toda outra forma de contato íntimo, sexual ou não.

Até lá, reservo-me o direito de vê-la menos como alguém preocupado com a saúde do sexo alheio e mais como uma fiscal de fiofó com motivações religiosas de deturpar ciência para macular a imagem dos grupos que desaprova.”

Assista ao vídeo:

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 53 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: